Desabafo

                                  ” Os bares estão cheios de almas tão vazias
                                         A ganância vibra, a vaidade excita “

 Esse texto não possui embasamentos em fatos históricos, ou em estatísticas. O que vocês irão ler a seguir, são apenas pensamentos soltos de um grande desabafo.

Desde os primórdios da Terra, toda e qualquer cadeia tem suas normas, seus líderes e liderados, seus direitos e deveres. Desde os primeiros registros da humanidade, quem fazia parte da maioria significava ter menos poder aquisitivo. E apenas uma pequena parcela de pessoas ditavam as regras. Ao ver que existia tal ‘poder’, quem tinha isso nunca achava que era o bastante. Quanto mais se tinha, mais se queria. Isso se tornou uma busca insaciável pelo ‘direito de mandar e desmandar’. Valores foram se perdendo pelo caminho. E quando digo valores, não falo apenas de coisas importantes como caráter, ética e princípios. Quero dizer que o valor do que é a vida se perdeu. E acreditem amigos.. A vida é o bem mais valioso que temos.
Quando vejo até aonde o homem chegou, e percebo que a busca pelo novo continua cada vez mais forte, tento parar pra pensar em uma pequena coisa : Onde queremos chegar ? Porque, Neil Armstrong disse que pisou na lua, e fez um vídeo pra provar. Mas quem me garante que é verdade ? Eu preciso ir lá pra ver se é real. E assim começou uma corrida espacial. E eu até acho graça, porque.. Não se contentando em conquistar o mundo inteiro, e cagar o planeta todo que não só o homem vive, mas uma infinidade de espécies também vivem, o ser humano decidiu ir pro espaço. Começou pisando na lua, e agora já querem saber se Marte é habitável. Beleza, e aí ? E se Marte for capaz de comportar a vida humana ? Os homens vão querer viver lá. Entendem onde quero chegar ? O homem não se contenta com nada. O céu era o limite, até o homem pisar na lua. E agora, qual é o nosso limite ? Já clonamos ovelhas, já conseguimos voar, já conseguimos chegar ao fundo dos oceanos. Agora tentamos extrair ouro de asteróides.
Nosso limite foi ultrapassado quando descobrimos que fazíamos buracos na camada de ozônio, e ainda assim continuamos a emitir gases que prejudicam a mesma. Nosso limite foi ultrapassado quando vimos ruas alagadas, e continuamos a jogar lixo pelas ruas. Nosso limite foi ultrapassado quando vimos homens sendo presos por roubar, matar e fazer tantas outras atrocidades, e continuamos a fazer tudo isso.
Nós nunca saberemos até onde iremos, o que iremos alcançar e nem se toda essa busca é tão necessária e urgente. Disso eu nunca vou saber, mas sei de coisas são sim emergenciais e necessárias. Falo de respeitar o que temos, e acima de tudo, respeitar o que somos. Respeitar a natureza, que nos torna válidos pra continuar vivendo. Respeitar quem tá do nosso lado, não importa se é meu conhecido ou não. E o crucial : Respeitar a nós mesmos.
Como diria o Cap. Nascimento, “Ou se corrompe, ou se omite, ou vai pra guerra.” Quando você tem poder nas mãos, escolhas duras são necessárias. É preciso abrir mão de um, pra ter o outro. Quer dizer.. Esse seria o certo. Mas é aquela velha história de que o homem não se contenta com o que tem, quer ter tudo em suas mãos, ao mesmo tempo, e nem sempre é capaz de suportar o peso disso.
Vejo na tv sobre tal político colocando dinheiro dos cofres públicos em suas próprias calças. Vejo um homem que prega o nome de Deus roubando dinheiro de seus fiéis. Onde estão os valores ? Foram perdidos junto com o dinheiro que deveria estar sendo aplicado em novas unidades escolares, ou em novos centros de saúde ? Minha intenção não é julgar. Minha intenção é abrir os olhos de quem vê, e nada faz.
Há quantos anos você não vê uma escola pública sendo construída ? Aqui no Rio de Janeiro, por exemplo, a última vez que vi uma escola sendo levantada, eu era criança, e o Brizola ainda estava vivo. O que vejo na verdade, são apenas promessas. Promessas são apenas palavras. E como já disse aqui antes, palavras são levadas com o vento, esquecidas.
De verdade, eu não consigo entender como um homem rouba do povo, e ainda assim, consegue se manter no poder. Sim, O POVO SABE. O povo sabia daquele cara que foi acusado de tantas fraudes, e levou numa boa quando um juíz decretou que ele não ficaria preso por ter a saúde frágil, e no dia seguinte foi visto tomando chopp num bar. Seria cômico se não fosse trágico. Esse mesmo homem, que foi ‘condenado’ por graves denúncias de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, corrupção e crime contra o sistema financeiro, foi eleito ano passado como deputado federal do Estado de São Paulo.
Isso tem menos repercussão na vida de muitas pessoas, que uma assistente de palco raspar a cabeça ao vivo num programa de tv. Essas mesmas pessoas estão mais ocupadas assistindo o jogo de domingo, ou subindo uma HashTag no Twitter sobre a vida pessoal de uma apresentadora de programas infantis.
Os valores se perderam, os caminhos se confundiram.
Quando você deixa de lutar pelo que é seu por direito, você está aceitando que tais coisas podem acontecer repetidamente, numa boa.
Quando você vê o erro e muda de canal pra ver o jogo, você está decretando que aquilo é natural, e que se depender de você, pode continuar acontecendo. Mas não é assim.. Não vai chegar um homem com uma capa vermelha e te dizer que seus problemas acabaram, e que o povo agora pode viver tranquilo. NÃO. Só você pode fazer a mudança, e ela começa dentro de você.

Abra os olhos, e veja que as coisas vão além. Faça acontecer.

Boa noite.

Anúncios

5 comentários sobre “Desabafo

  1. Belo post, lembra um pouco de Velhos Outonos, poesia que virou música do Rosa de Saron. Hoje não é mais discutivel se os valores são inversos, se você tiver o minimo de QI consegue perceber isso, e isso só interessa as massas dominates o que afasta a igualdade e o poder intelectual (não aquele do saber, mas aquele do amar, ter ética, carater) fica preso e só aparece em casos como o seu ou de quando alguém fala “opa, agora foi longe demais”. Mas é grata sabedoria saber que não devemos esperar a doença e medicar, a maioria sabe que neste país é o dinheiro que manda e a única forma de mudar um pouco este quadro, é acreditarmos em nós mesmos. Mas não agreditar com está utopia de “unidos venceremos” fazem isso desde a época de Jesus e até agora ninguem que realmente não quisesse ou tivesse poder conseguiu grandes mudanças. Ser você mesmo, acreditar em você, não ouvir o som, acreditar no seu ideal, sozinho ou não, isso te dando dinheiro ou te tirando, sendo o feio do grupo ou o estranho, mas sempre acreditando em si, nas coisas boas, na fraternidade. Você viu e não fechou os olhos, Vitor o que você fez era pra ser uma coisa simples, normal, basica. Estamos em 2012 e pessoas ricas queimam pessoas, espancam, pobres nao bastam ser pobres e quando morre um rico, vira assunto de TV. O que você fez era pra ser o normal, o ser humano, “feitos a semelhança de Deus”. Penso que se 10% das pessoas de país não fecharem os olhos, teremos no minimo um começo. A propagação da minha revolta não seria nada se eu não soubesse que existem pessoas que são diferentes e enquanto existir uma pessoa com idéias próximas, terei um blog pra comentar, ou ao menos, alguém pra citar de exemplo.
    Abraço cara, nos vemos em breve.

  2. “Os valores se perderam, os caminhos se confundiram.
    Quando você deixa de lutar pelo que é seu por direito, você está aceitando que tais coisas podem acontecer repetidamente, numa boa.”
    Bem dito Vitor…vivemos o caos do sistema, que nunca poderia dar certo mesmo, porque prioriza o LUCRO em detrimento do ser humano. Agora é um momento de muitas confusões, violência como a que voçê passou e outras tantas como a fome, a exclusão em todos os sentidos…o homem sofre!!!
    Acomodar-se é fazer como o avestruz…alienar-se. Torço e vibro por cada ato, cada gesto que demonstre consciência e humanidade!!!
    Abração!

  3. Adorei o post de hoje Vitor,é muito triste ver como os valores se perderam!
    Mas temos que ir a luta,porque nós jovens somos a “mudança”!
    Abraço*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s