À la folie

 

 

 

                                             ” Entre todos os direitos da mulher, 

                                               Nenhum é maior que o de ser amada. “

 

Sempre tive em mim o pensamento de que basta a vontade de mudança, pra que a mudança aconteça. Hoje, quero contar a história de uma brava mulher chamada Maria da Penha Maia Fernandes, que com sua vontade de mudar, conseguiu fazer em nossa sociedade, uma grande conquista.
Maria da Penha sofreu agressões do seu marido, todos os dias, durante 6 anos de seu casamento. Porém, no ano de 1983, por duas vezes, ele tentou matá – la. Na primeira vez, a deixou paraplégica, com uma arma de fogo. Na segunda vez, ele tentou eletrocutá – la e afogá – la. Após a segunda tentativa, Maria da Penha decidiu falar. Denunciou o marido, que só foi a julgamento depois de 19 anos, e ficou apenas 2 anos em regime fechado.

Maria revoltada com tudo isso, conseguiu se juntar a alguns órgãos de direitos humanos, e formalizaram uma denúncia à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, que é um órgão internacional responsável pelo arquivamento de comunicações decorrentes de violação desses acordos internacionais.

Depois de tanto esforço, foi criada uma lei : A lei Maria da Penha, de nº 11.340, que protege a mulher. Uma lei que tem como intuito, não permitir que as mulheres sejam agredidas no âmbito familiar. E que se isso acontecer, seus agressores sejam punidos.
Maria da Penha sofreu muito, percorreu um longo caminho até conseguir ser ouvida. Mas ela não abaixou a cabeça, ela não continuou sofrendo agressões calada, ela lutou para que isso não acontecesse com nenhuma outra mulher, ao menos que não ficasse impune. Ela pegou tudo o que sentia e transformou em força. Força para lutar ela pelo que acredita. Forças pra lutar por ela mesma, e pelo próximo. Esse é o ponto ! A vida não é perfeita para nenhum de nós. Todos nós passamos por situações difíceis, mas temos que lutar, abrir os olhos e saber dar um basta em tudo aquilo que nos faz mal. Como eu sempre digo aqui : Não feche os olhos ! Lembre – se que uma única atitude pode ser capaz de mudar não só a sua vida, mas a vida de muita gente.
Ouse enfrentar seus medos, e perceber que o caminho que a nossa vida ainda tem a trilhar, vai além do que nossos olhos podem ver.

 

Gostaria de agradecer a todos vocês que participam do meu blog, e colaboram pra existência dele. Tem dias que entro aqui e fico muito feliz de vez que o que eu digo pode ser bom pra vida de alguém. Hoje vi que tenho visitas de várias partes do mundo, isso é incrível ! Fico lisonjeado de ter a oportunidade de entrar em seus lares, suas vidas e suas famílias. Obrigado pelo apoio, pela força que recebo todos os dias de cada um de vocês.

 

Boa noite amigos !

 

http://leimariadapenha.com.br/
Central de atendimento à mulher : 180.

Anúncios

9 comentários sobre “À la folie

  1. Ótima mensagem de incentivo, continue escrevendo, mesmo que não seja grande, mudanças pequenas também podem mudar o mundo, e mudar o mundo não é uma utopia e sim uma necessidade, parabéns

  2. A mulher antes de ser genero,é um ser humano que merece respeito. Amai o proximo como a ti mesmo. Ninguem fere a si mesmo. Gaste energia para fazer o bem.

  3. Oi, caro Vitor! Bem lembrada a história da Sra. Maria da Penha!
    Todos nós somos UM na natureza! Quem agride seu semelhante, agride o Mundo todo!
    Que as mulheres denunciem, mesmo quando violentadas fisicamente , ou psicologicamente! Mas que tb os homens não sejam violentados pelas mulheres! O direito deve ser igual para todos! Caminhemos para a evolução sempre!
    Um abraço!

  4. Parabéns Vitor…Obrigado por passar esse amor ao proximo !!! Vc é Iluminado…Um forte abraço… Tdo de Bom… Fica com DEUS……:)

  5. Vítor seu blog é maravilhoso, sempre que posso venho dar uma espiada. Muito bom ver o que vc tá fazendo …. depois do que tentaram fazer com vc. Grande exemplo e grande lição vc nos dá diariamente. Sou sua fã incondicional. To aguardando o livro agora =)

  6. Vítor, lendo seu post sobre violência doméstica lembrei do programa A LIGA, falando justamente desse assunto. Felizmente eu pude assistir junto ao meu marido, tão mexido e indignado quanto eu, e que é um companheiro maravilhoso, o meu melhor amigo.
    Mas não é porque essa não é minha realidade, que vou me privar de assistir a esse tipo de documentário. O que prevalece é a consciência de ser MULHER num sentido de unir forças, do tipo, mexeu com UMA, mexeu com TODAS.
    Obrigada por estar abordando isso aqui, esse é um assunto que interessa a TODOS, pois as filhas, as irmãs, as mães, as tias, as avós… todas as mulheres merecem ser amadas e respeitadas.

    o link da vinheta do programa: http://www.youtube.com/watch?v=YlbcDG8DRhc

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s